BRASÍLIA - Com a queda da demanda mundial batendo mais forte que o esperado no desempenho da balança comercial, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, faz nesta quarta-feira mais uma reunião do grupo de acompanhamento da crise, composto por dirigentes empresariais e membros do governo. A discussão deve focar medidas para ampliar as exportações e aumentar a competitividade das empresas para enfrentar o cenário de maior competição e protecionismo entre os países.

Vários integrantes do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) foram convidados, entre eles o secretário de Comércio Exterior, Welber Barral, e a secretária-executiva da Câmara de Comércio Exterior (Camex), Lytha Spindola. O MDIC tem propostas para estimular o setor e vem pressionando a Fazenda pela adoção de novas desonerações tributárias. Segundo assessores de Mantega, é possível que haja definição sobre algumas propostas.

O ministro também quer ouvir dos empresários a avaliação sobre a evolução do crédito desde a primeira reunião do grupo, no início de janeiro. De lá para cá, os indicadores econômicos pioraram. Houve aumento das demissões, piora da balança comercial e queda da produção industrial.

A reunião do grupo de monitoramento será depois do anúncio do aumento dos investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) pela ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.