Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Mantega: pré-sal pode triplicar reservas internacionais

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou hoje que o início da exploração de petróleo na área do pré-sal e o aumento previsto das exportações brasileiras poderão duplicar ou até triplicar o volume das reservas internacionais do País, que atualmente estão na casa dos US$ 206 bilhões. Com mais exportações brasileiras e as reservas provenientes do pré-sal, equalizaremos por muitos anos os problemas externos (das contas externas), dando reservas (internacionais) duas ou três vezes maiores do que as atuais, disse o ministro, na abertura do seminário Desenvolvimento Econômico: Crescimento com Distribuição de Renda, em comemoração aos 200 anos do Ministério da Fazenda.

Agência Estado |

Mantega também afirmou que a nova frente de exploração do petróleo vai permitir que o Brasil tenha resultado fiscal "satisfatório" pelos próximos anos. Ele prevê que os recursos também poderão ser destinados ao aumento das verbas para educação, o que, na visão do ministro, permitirá que o País entre "na rota do mundo avançado".

Durante seu discurso, Mantega comemorou as perspectivas do pré-sal. "A boa estrela da fortuna, que vem acompanhando os dois mandatos do presidente Lula, nos sorri mais uma vez e nos coloca diante de um novo desafio, que é como desfrutar de toda a riqueza de gás e petróleo do pré-sal em benefício de toda a população brasileira."

Para iniciar a exploração comercial do pré-sal, Mantega anunciou que será preciso elevar os investimentos na indústria naval, siderúrgica, metalúrgica, de bens de capital e logística para "dar conta de todos os equipamentos necessários". Essa necessidade de pesados investimentos é encarada pelo ministro como "um enorme desafio". Ele explicou que será preciso construir uma nova arquitetura financeira para viabilizar esses investimentos.

Inflação

Mantega disse que o Brasil poderá se "vangloriar" em 2008 por ser um dos poucos países que adotaram a meta de inflação e que não devem estourar o teto previsto pela meta. "Podemos nos vangloriar com a inflação dentro do intervalo da meta", comemorou durante a cerimônia de abertura do seminário. No discurso, Mantega elogiou seus colegas ministros anteriores que, segundo ele, criaram as condições para o crescimento sustentável da economia.

Leia tudo sobre: pré-sal

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG