Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Mantega pede juros menores a bancos e BC

SÃO PAULO - O ministro da Fazenda, Guido Mantega, aproveitou a coletiva de imprensa desta sexta-feira em que comentou a associação entre Banco do Brasil (BB) e Banco Votorantim para pedir redução tanto dos spreads bancários como da taxa básica de juros. Segundo ele, os bancos elevaram os spreads para patamares indescritíveis entre setembro e outubro do ano passado, período em que a crise financeira internacional se agravou e atingiu a economia brasileira.

Valor Online |

 

Mesmo admitindo que as taxas vêm sendo reduzidas desde então, Mantega alfinetou os bancos, ao dizer que o spread ainda tem de cair.

"Temos que impulsionar as vendas, o consumo e os investimentos, e é muito importante a participação do sistema financeiro nesse processo" , disse o ministro.

Com relação à taxa Selic, que terá o direcionamento reavaliado nos próximos dias 20 e 21, quando se reúne o Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom), Mantega afirmou que o resultado do IPCA referente a dezembro, que apontou inflação de 0,28%, "dá um espaço importante para a redução no juro do país".

O ministro lembrou que com o resultado de dezembro, a inflação acumulada de 2008 (5,9%) ficou abaixo dos 6%, portanto dentro da meta estipulada pelo BC. Mesmo assim, fez questão de reforçar que os rumos da Selic são da alçada do Banco Central.

Leia também:

 

Leia mais sobre bancos

Leia tudo sobre: bancos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG