Tamanho do texto

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou hoje que a inflação está sob controle no País e considerou que a variação de preços do primeiro trimestre refletiu um choque de oferta. Mantega também descartou que haja inflação de demanda.

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou hoje que a inflação está sob controle no País e considerou que a variação de preços do primeiro trimestre refletiu um choque de oferta. Mantega também descartou que haja inflação de demanda. "A inflação que tivemos até agora não é de demanda, na minha opinião, é de choque de oferta tecnicamente", disse, em entrevista na sede da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs), após palestra a cerca de 200 empresários e dirigentes.<p><p>Ele explicou que as chuvas reduziram a oferta de alimentos e pressionaram seus preços no trimestre. Eles, por sua vez, puxaram a inflação. Mantega considerou que este efeito já está sendo atenuado, citando o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de março como exemplo. Segundo o IBGE, o IPCA subiu 0,52% em março, ante alta de 0,78% registrada em fevereiro.<p><p>Mantega observou que também houve fatores sazonais no período, como aumento de tarifas de ônibus e de mensalidades escolares. "A perspectiva, inclusive do mercado, é que nos próximos meses a inflação do IPCA estará mais baixa", declarou.<p><p>O ministro acrescentou que, do lado da oferta de mercadorias, há disponibilidade suficiente e a indústria tem capacidade de responder à demanda. Onde pode haver um pouco de elevação de preços é em Serviços, que não podem ser importados, disse o ministro. Mesmo assim, considerou que há elevação normal, porque o País vive período de crescimento. "É normal que haja inflação sazonal no começo do ano", afirmou. "A inflação está diminuindo e não aumentando, olhando para a frente", acrescentou.
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.