BRASÍLIA - O Brasil crescerá entre 4 e 4,5% em 2009 apesar da crise financeira global, disse nesta quinta-feira o ministro da Fazenda, Guido Mantega. A economia brasileira cresceu vigorosamente nos últimos anos, mas os mercados financeiros do país sofreram um duro golpe desde que a crise se agravou após o colapso do Lehman Brothers, nos EUA, em setembro.

"Eu ainda acredito que nós podemos manter um crescimento entre 4 e 4,5% no ano que vem", disse Mantega a jornalistas.

Em setembro, ele havia previsto uma expansão de 5% para o PIB neste ano e de 4% em 2009.

O Banco Central já adotou uma série de medidas nas últimas semanas destinadas a dar liquidez aos mercados, questão que Mantega havia classificado como fundamental ao longo do dia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.