Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Mantega: FMI discutiu gravidade da crise e medidas

Para o ministro da Fazenda, Guido Mantega, o balanço da reunião do Fundo Monetário Internacional é de que há uma consciência plena da gravidade da crise e de que ela deve ser enfrentada por todos em conjunto, de forma coordenada e com todas as medidas que forem necessárias. A afirmação foi feita depois da reunião do Comitê Monetário e Financeiro Internacional (IMFC, na sigla em inglês), órgão composto pelos ministros e banqueiros centrais de 24 países e que estabelece as estratégias do Fundo Monetário Internacional, na manhã e na tarde deste sábado.

Agência Estado |

O ministro avalia que há uma fase da crise que pode ser classificada como "mais grave" e que deve ser de responsabilidade dos países avançados, uma vez que estes países "é que diminuíram a liquidez no mundo, subiram as taxas de juros e estão criando problemas de confiança no mercado". O que foi discutido em primeiro lugar no encontro do IMFC, acrescenta Mantega, foi "a gravidade da crise e, em segundo lugar, a necessidade de medidas mais fortes por parte de todos os Estados".

Segundo ministro, há uma disposição de todos os países, "ou pelo menos do G-7, e todos os que se manifestaram no sentido de que os Estados deverão usar todos os instrumentos e todas as armas que tiverem a seu alcance". O ministro reconhece que as medidas já tomadas "não foram poucas" e citou "medidas fortes dos Estados Unidos do Reino Unido", além da reunião do G-7 que "aplainou as diferenças que existiam entre os membros".

"Como se trata de uma crise mundial, é muito importante que haja coordenação de todos os países. Não pode ficar um país jogando contra outro, como aconteceu. Não vou aqui mencionar, mas, às vezes, você toma uma medida, por exemplo, a Irlanda tomou uma medida garantindo as contas bancárias e poderia causar um fluxo de capitais dos outros países para a Irlanda e obrigou outros países a tomarem a mesma medida, então é necessário em um momento como esse uma ação conjunta e coordenada", disse Mantega.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG