Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Mantega: Doha foi único ponto sem avanço no G-20

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse hoje que o G-20 não conseguiu chegar a um consenso em relação às negociações da Rodada Doha

AE |

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse hoje que o G-20 não conseguiu chegar a um consenso em relação às negociações da Rodada Doha. "O único ponto em que não houve avanço foi no comércio, sobre a Rodada Doha", afirmou o ministro após a divulgação do comunicado da Cúpula, em Toronto, no Canadá. O próximo encontro do G-20 está marcado para novembro, em Seul, na Coreia do Sul.

"O Obama (presidente dos Estados Unidos) deixou claro que não concorda com a aprovação do jeito que está. Ele disse explicitamente que há resistências, problemas políticos para a aprovação do jeito que está", acrescentou.

Mantega comentou que Barack Obama fez a proposta de que se avance não só na liberalização do comércio, mas também dos serviços. "Mas de duas uma: ou nós aprovamos as medidas que são resultado de uma discussão de nove anos ou, se nós vamos introduzir novas discussões, vamos correr o risco de não chegar a lugar nenhum", avaliou.

O ministro acrescentou que se os EUA querem abrir a discussão sobre liberalização de serviços, o Brasil vai querer abrir a discussão sobre agricultura. "Pois, eles também não cederam e nós vamos também voltar a essa discussão. Acredito que a questão comercial ficou prejudicada e não conseguiremos aprovar esse questão", avaliou o ministro.

No ano passado, líderes das 13 maiores economias do mundo haviam se comprometido a tentar concluir a Rodada Doha em 2010. A Rodada Doha das negociações da OMC começou em Doha, no Qatar, em 2001, com previsão de término em 2006.

Leia tudo sobre: ECONOMICO-ECONOMIA

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG