Tamanho do texto

BRASILIA (Reuters) - O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse nesta terça-feira que o governo poderá usar recursos do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) para criar uma linha de financiamento para o setor de construção civil. Mantega reiterou que a idéia é injetar de 3 a 4 bilhões de reais no setor para dar capital de giro às empresas, que têm sofrido com a contenção de crédito no mercado.

Em depoimento à Câmara dos Deputados, Mantega afirmou que a implementação da medida poderá exigir mudanças na legislação.

"Nós poderemos precisar da ajuda dos senhores", disse ele aos parlamentares, sem dar detalhes. "Não se prevêem subsídios, não é nada disso. Mas o governo tem a obrigação de oferecer liquidez."

O ministro da Fazenda afirmou ainda que o Congresso também poderá contribuir para criar novas regras para evitar que empresas assumam riscos excessivos com aplicações em operações com derivativos.

"Acho que talvez dê para a gente aperfeiçoar a legislação para a gente não ser pego de surpresa em uma próxima ocasião", afirmou.

Mantega reafirmou que o governo não tem uma estimativa do volume de perdas que as empresas podem ter sofrido com esse tipo de operação como resultado da desvalorização recente do câmbio.

(Por Isabel Versiani)