Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Manifestantes iranianos protestam contra política nuclear dos EUA

Teerã, 5 mai (EFE).- Dezenas de pessoas protestaram hoje em frente ao prédio das Nações Unidas em Teerã contra a política nuclear do presidente americano, Barack Obama, que qualificaram de "ameaçadora" para o Irã.

EFE |

Teerã, 5 mai (EFE).- Dezenas de pessoas protestaram hoje em frente ao prédio das Nações Unidas em Teerã contra a política nuclear do presidente americano, Barack Obama, que qualificaram de "ameaçadora" para o Irã. Os manifestantes, em sua maioria estudantes acompanhados por seus professores, levavam cartazes nos quais se liam palavras de ordem como "Estados Unidos são o único criminoso atômico do mundo" e "Não às armas nucleares". Durante os protestos, várias pessoas incendiaram uma fotografia do líder americano. Além disso, gritaram os tradicionais "morte aos EUA" e "morte a Israel", enquanto o deputado Ali Reza Zakani defendia em discurso o direito do Irã de "possuir energia nuclear para fins pacíficos". Durante a concentração, os manifestantes também criticaram a vencedora do prêmio Nobel da Paz iraniana e defensora dos direitos humanos, Shirin Ebadi, para quem pediram processo na Justiça. Ao final dos protestos, os manifestantes leram um manifesto no qual pediram à comunidade internacional a "não permanecer em silêncio perante as ameaças ilegais que atentam contra a Carta das Nações Unidas, a resolução 984 do Conselho de Segurança e o direito internacional". A resolução 984 do Conselho de Segurança da ONU, aprovada em 1995, dá garantias aos países não-detentores de armas atômicas contra a ameaça nuclear externa. Grande parte da comunidade internacional, com a liderança dos EUA, acusa o regime dos aiatolás de ocultar, sob seu programa civil, outro de natureza clandestina e ambições bélicas cujo objetivo seria adquirir um arsenal atômico, alegação negada por Teerã. EFE jm/sa

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG