Os órgão reguladores do Estado da Georgia fecharam, nesta sexta-feira, o Integrity Bancshares, de Alpharetta, e venderam todos os depósitos para o Regions Financial Corp, com sede em Birmingham (Alabama). O Integrity Bank foi o décimo banco a falir nos Estados Unidos neste ano.

O Integrity, um banco comunitário dos subúrbios de Atlanta e fundado em 2000, estava sob inspeção dos órgãos reguladores desde o início do ano, pois esgotou seu capital e se debatia sob o peso da crescente inadimplência nos empréstimos, um problema comum por todo o país, com os bancos lutando contra as conseqüências do estouro do bolha imobiliária. Muitos dos empréstimos com problemas do banco estavam atrelados a uma incorporadora imobiliária da Flórida.

A Corporação Federal de Seguro de Depósitos (FDIC, na sigla em inglês) estimou que a falência do Integrity vai custar ao seu fundo de seguro de depósitos entre US$ 250 milhões e US$ 350 milhões. O Integrity tinha US$ 1,1 bilhão em ativos em 30 de junho e US$ 974 milhões em depósitos. O Regions Financial também concordou em comprar US$ 34,4 milhões dos ativos do Integrity, entre dinheiro e equivalente em dinheiro. O FDIC vai manter o restante para descarte futuro.

No início da semana, o FDIC elevou para 117 o número de bancos que identificava como em risco de falência, o maior número desde meados de 2003. No final do primeiro trimestre, essa lista de bancos com problemas tinha 90 nomes. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.