Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Mais firmas têm ganho maior com atividade do que com juro de aplicação

SÃO PAULO - É crescente o número de companhias abertas brasileiras que apresentam consistência na combinação entre expansão dos negócios e lucratividade. Isso é o que aponta pesquisa realizada pela consultoria Bain & Company, que o Valor divulga com exclusividade em sua edição de amanhã (19/02).

Valor Online |

O levantamento mais recente realizado pela consultoria, que avaliou um período de dez anos - entre 1997 e 2007 - demonstra que um número maior de empresas conseguiu durante esse intervalo apresentar lucratividade superior ao custo médio de capital, estipulado em 12% ao ano na pesquisa. Ou seja, são companhias que conseguiram fazer com que sua atividade fosse mais vantajosa do que a simples aplicação do dinheiro no sistema financeiro tradicional.

Na pesquisa anterior, realizada de 1995 a 2001, das 210 empresas avaliadas, um total de 20, ou 9,5% da base estudada conseguiu alcançar esse objetivo. Já na análise mais recente, o número de companhias que conseguiu remunerar seu negócio além do custo do dinheiro ou do investimento pulou para 28, de uma total de 200, ou seja, um percentual de 14%.

Confira a matéria completa amanhã na edição imprensa do Valor, no caderno Eu & Investimentos.

(Graziella Valenti | Valor Econômico)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG