SÃO PAULO - A maioria das bolsas asiáticas subiu nesta sexta-feira. A redução dos temores envolvendo a Grécia e a possibilidade de reforma cambial na China contribuíram para o andamento dos negócios.

SÃO PAULO - A maioria das bolsas asiáticas subiu nesta sexta-feira. A redução dos temores envolvendo a Grécia e a possibilidade de reforma cambial na China contribuíram para o andamento dos negócios. Ontem, o presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Trichet, afastou a perspectiva de que a Grécia, que enfrenta uma crise de dívida, não cumpra com seus pagamentos. Ele também disse que não há motivos para não confiar que o plano acertado para socorrer Atenas possa ser implementado, caso haja necessidade. Na avaliação de Trichet, o plano alcançado no mês passado entre líderes europeus e com participação do Fundo Monetário Internacional (FMI) é exequível e representa um " compromisso sério " para ajudar Atenas a atender a suas necessidades de financiamento. Ainda na quinta-feira, secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Timothy Geithner, se encontrou com o vice-premiê chinês Wang Qishan, em Pequim. Não ficou claro se eles discutiram a questão do yuan, mas existia essa expectativa. O Shanghai Composite, de Xangai, encerrou a sessão com elevação de 0,85%, aos 3.145 pontos. Em Tóquio, o índice Nikkei 225 teve alta de 0,32%, para 11.204 pontos. Já em Hong Kong, o Hang Seng subiu 1,56%, aos 22.208 pontos. O único índice a observar queda foi o Kospi, de Seul, que declinou 0,54%, para 1.724 pontos. No Japão, as varejistas foram destaque. A Fast Retailing registrou ganhos após divulgar balanço, enquanto a loja de eletrônicos Bic Camera subiu 6,7% depois de ampliar a previsão de lucro operacional para o ano fiscal em 20%. Em Hong Kong, empresas de transporte aéreo tiveram alta. Parte delas deve apresentar resultado financeiro na próxima semana. A China Southern Airlines subiu 1,6%, enquanto a Air China registrou mais de 3% de avanço. (Karin Sato | Valor, com agências internacionais)
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.