Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Maioria das bolsas da Ásia encerra pregão em baixa

SÃO PAULO - Grande parte dos mercados asiáticos fechou a jornada desta quinta-feira no vermelho. As ações de empresas de tecnologia e de matérias-primas influenciaram nos negócios. Os agentes mostraram-se preocupados com a possibilidade de redução dos gastos com tecnologia.

Redação com Valor Online |

 

Os papéis do setor de energia perderam terreno com as quedas nos preços do petróleo. A situação política no Japão, após a renúncia do premiê Yasuo Fukuda no início desta semana, e na Tailândia, onde manifestantes pedem a saída do primeiro-ministro Samak Sundaravej, também mereceu atenção dos investidores.

Em Tóquio, o Nikkei 225 diminuiu 1,04%, para 12.557,66 pontos. O Hang Seng, de Hong Kong, caiu 0,95%, somando 20.389,48 pontos. O Kospi, de Seul, declinou 0,03%, ficando em 1.426,43 pontos. Em sentido contrário, o Shanghai Composite, de Xangai, encerrou com leve alta, de 0,03%, aos 2.277,41 pontos.

A quinta-feira tem carregada agenda de indicadores com destaque para os eventos externos. O dia começou com as decisões de política monetária do Banco da Inglaterra (BoE) e Banco Central Europeu (BCE). Na Inglaterra, o juro básico foi mantido estável em 5%.

Nos EUA, a atenção vai para os dados sobre o mercado de trabalho da ADP, empresa que processa folhas de pagamento. A previsão aponta para o fechamento de 19 mil vagas no setor privado em agosto, seguindo a abertura de 9 mil postos em julho. Os dados oficiais, do Departamento de Trabalho dos EUA, serão apresentados amanhã. As estimativas apontam para o fechamento de 75 mil vagas.

Também hoje serão apresentados o custo da mão-de-obra e produtividade do trabalhador norte-americano. A agenda conta com os estoques de petróleo e derivados e os pedidos semanais por seguro-desemprego.

Ainda nos EUA, o Instituto de Gerentes de Compras (ISM, na sigla em inglês) traz o índice de atividade no setor de serviços. Na terça-feira, o ISM apontou leve retração na atividade industrial, com o índice recuando de 50 para 49,9.

Por aqui, atenção para os dados sobre a venda de automóveis da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). A semana acaba com os dados sobre o mercado de trabalho americano e o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de agosto, que será apresentado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Leia mais sobre bolsas asiáticas e sobre mercado financeiro

Leia tudo sobre: bolsas asiáticas

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG