Kuala Lumpur, 7 jun (EFE).- O ministro do Petróleo do Iraque, Hussein al-Shahristani, afirmou hoje que um aumento na produção de petróleo em seu país durante os próximos anos será uma "válvula de escape" para estabilizar no futuro os preços mundiais.

Kuala Lumpur, 7 jun (EFE).- O ministro do Petróleo do Iraque, Hussein al-Shahristani, afirmou hoje que um aumento na produção de petróleo em seu país durante os próximos anos será uma "válvula de escape" para estabilizar no futuro os preços mundiais. Shahristani disse durante uma conferência na Malásia que a produção de petróleo iraquiano poderia se multiplicar por quatro até 12 milhões de barris diários em 2017, graças aos contratos assinados desde 2003 com várias multinacionais. "Nossa projeção para as próximas duas décadas é que o mundo vai continuar precisando cada vez mais de petróleo. Não há nenhuma fonte que o possa substituir, portanto a maior demanda, sobretudo nos mercados asiáticos, terá que ser satisfeita por petróleo iraquiano", explicou o ministro. Shahristani foi de encontro aos temores de muitos analistas que acreditam que a falta de legislação, infraestruturas obsoletas e insuficientes, nível de violência e incerteza sobre o futuro político do Iraque prejudicarão a produção petrolífera e tornam esse objetivo impossível de 12 milhões de barris diários em 2017. O titular de Petróleo iraquiano assegurou que seu país não inundará o mercado para fazer o preço cair. "Acho que as reservas iraquianas serão uma válvula de escape para frear a volatilidade dos preços (...) e garantir o abastecimento do mercado energético mundial", disse. EFE mal/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.