Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Maior imobiliária britânica perde 1,419 bilhão de libras por depreciações

Londres, 27 ago (EFE).- A Taylor Wimpey, maior imobiliária britânica, obteve no primeiro semestre perdas líquidas de 1,419 bilhão de libras, frente a um lucro de 22,7 milhões de libras em 2007, resultado causado pelas grandes depreciações em seus ativos.

EFE |

A receita total da empresa subiu para 1,894 bilhão de libras, 35,1% a mais do que no mesmo período de 2007, e a dívida líquida do grupo se situava em 1,7 bilhão de libras em 30 de junho, comunicou hoje a companhia à Bolsa de Londres.

Nos seis primeiros meses do ano, a imobiliária, que tem atividade no Reino Unido, América do Norte, Espanha e Gibraltar, registrou perdas por extraordinários de 1,546 bilhão de libras.

Desse valor, 690 milhões de libras corresponderam à depreciação de ativos no Reino Unido, Estados Unidos e Espanha.

A perda de valor de vários ativos intangíveis representou para a companhia um custo não monetário de 816 milhões de libras, enquanto a reestruturação de seu negócio britânico teve um custo de 44 milhões de libras.

O presidente da companhia, Norman Askew, indicou que a atividade da imobiliária no primeiro semestre sofreu com condições muito difíceis no Reino Unido, Estados Unidos e Espanha.

Já o executivo-chefe da Taylor Wimpey, Pete Redfern, afirmou que é provável que as difíceis condições do mercado permaneçam no Reino Unido e Estados Unidos a curto prazo, mas a experiência americana da companhia está ajudando a empresa a superar a situação britânica.

Assim, a Taylor Wimpey indicou que o anunciado fechamento de 13 de seus 39 escritórios no Reino Unido será concluído no final de setembro e outros acontecerão nos Estados Unidos. EFE pdj/ev/gs

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG