Tamanho do texto

A maior companhia aérea privada da China, a Ok Air, que passa por dificuldades em conseqüência da crise financeira, suspendeu todos os vôos de passageiros por um período de um mês, dez dias antes do previsto, anunciou neste sábado a agência Xinhua.

O presidente da empresa, Wang Junjin, já havia anunciado antes a decisão de suspender o serviço de passageiros durante um mês a partir de 15 de dezembro.

A Ok Air, que opera 20 rotas em todo o país, além de seu serviço de carga, se tornou a primeira companhia aérea privada da China em 2005. Conta com uma frota de 11 aviões e emprega 800 pessoas na divisão de transporte de passageiros.

mbx/ap

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.