Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Madoff ordenou a escritório londrino envio de US$ 152,3 milhões aos EUA

Londres, 9 jan (EFE).- O gestor financeiro americano Bernard Madoff ordenou à filial londrina transferir aos Estados Unidos 100 milhões de libras (US$ 152,3 milhões ao câmbio atual) apenas semanas antes de confessar sua gigantesca fraude.

EFE |

Assim informa hoje o jornal "Financial Times", que cita como fonte dois ex-funcionários da Madoff Securities International.

Madoff, que presidia a filial londrina e possuía 89% de seu capital, telefonou ao escritório em 12 de novembro e disse aos funcionários que estava nervoso sobre a evolução da libra esterlina, por isso desejava transferir 100 milhões nessa moeda aos Estados Unidos para comprar títulos do Tesouro americano.

Os detalhes sobre o ocorrido em Londres vieram à tona depois que investigadores federais americanos encontraram no escritório de Madoff 100 cheques assinados e prontos para o envio no total de US$ 173 milhões.

Os funcionários de Madoff em Londres disseram que não ficaram surpresos com esse pedido de envio de dinheiro, porque Madoff tinha feito antes diversas transferências entre moedas e títulos do Estado.

O escritório antifraude do Reino Unido iniciou uma investigação sobre as operações de Madoff neste país. EFE jr/an

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG