BRASÍLIA ¿ O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, sancionou nesta quarta-feira a Lei do Turismo, que define as atribuições do governo federal e regula as atividades do setor privado responsável por serviços e produtos turísticos. Com a nova Lei, o Ministério do Turismo será responsável pela regulamentação e fiscalização da atividade turística, pela promoção do turismo em âmbito nacional e internacional, e pela implementação da Política Nacional de Turismo, que tem como principal finalidade democratizar o acesso a essa atividade.

Acordo Ortográfico

Com a vigência da Lei, pessoas físicas ou jurídicas, do setor público ou privado, que desenvolverem programas e projetos turísticos poderão receber apoio financeiro do governo federal, por meio de linhas de crédito oficiais ou do Fundo Geral de Turismo (Fungetur), entre outras fontes de recursos.

A lei define ainda o funcionamento e as atividades de prestadores de serviços turísticos (meios de hospedagem, agências de turismo, transportadoras, organizadores de eventos, parques temáticos, acampamentos), bem como seus direitos e deveres. Estabelece, também, regras para fiscalização dos serviços turísticos, com definição de infrações e penalidades que podem variar de uma advertência até o cancelamento do cadastro e paralisação dos serviços.

Segundo o Ministério do Turismo, a sanção da Lei representa um marco para toda a cadeia turística e vai contribuir para desenvolvê-la ainda mais no País. Vamos avançar. Temos um grande futuro pela frente, disse o ministro interino da pasta, Luiz Barretto. Para ele, a Lei contempla o ambiente favorável do País aos investimentos e à continuidade de políticas públicas.

Leia mais sobre: turismo brasileiro

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.