Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Lula: retração da oferta de emprego no País preocupa

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva demonstrou hoje preocupação com a retração da oferta de emprego no País, por causa da crise financeira internacional. O que me preocupa e o que já aconteceu comigo, é que muitas vezes você quer comprar ou trocar de carro e ouve por aí que vai ter um problema, e acaba não comprando.

Agência Estado |

Na hora que você não compra um carro, é menos um carro produzido, e pode ser um posto de trabalho que você perde", afirmou Lula, em Roma, pouco antes de embarcar para Washington, onde participará da reunião do G-20 (grupo formados por grandes economias desenvolvidas e emergentes).

Ele disse que atendeu pedidos da indústria automotiva, de facilitar a concessão de crédito para o setor, para garantir a manutenção do aumento do número de empregos. Lula afirmou que o governo considera também prioritários, os setores de construção civil e agricultura, que empregam mais. Ele reiterou que não quer nenhuma obra do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) paralisada.

O presidente disse que até o momento a situação do Brasil é diferente de outros países, onde empresas, entre as quais, montadoras, entraram em concordata. "Tem uma coisa que foge do controle de todos nós, que é o pânico psicológico. Se todos os dias falarmos em crise e colocarmos um pouco de terrorismo, o consumidor que estava querendo comprar um carro, uma casa, uma geladeira ou uma televisão, não vai mais comprar. Aí a crise começa a chegar na economia real". Lula disse que vai continuar otimista. "Se tiver algum político brasileiro ou qualquer outro que quiser ficar na cadeira chorando, saiba que eu vou sair pelo mundo para enfrentar a crise."

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG