Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Lula pede redução de preços e juros nos financiamentos

SÃO PAULO - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a pedir à população que mantenha seus planos de compras e também pediu uma redução dos juros e dos preços nos financiamentos ao consumidor. Se você não estiver devendo, compre as coisas que tem que comprar, disse Lula a jornalistas, em São Paulo, após encontrar a ex-refém das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) Ingrid Betancourt, nesta sexta-feira.

Reuters |


Quando questionado se o consumidor poderia sentir-se seguro ao comprar um carro em 48 parcelas, por exemplo, o presidente respondeu "eu acho... movimentar a economia também é responsabilidade nossa."

Marina Morena Costa-iG
Lula durante coletiva de imprensa
"Houve um primeiro momento em que aumentou o juro do carro e que aumentou a entrada do carro, é preciso a gente diminuir e facilitar para as pessoas comprarem", disse o presidente.

"Agora é que nós precisamos da compreensão dos empresários. É hora de a gente baixar juro, de a gente baixar preço, é hora de a gente compreender que cada um tem que fazer o seu sacrifício para que a economia brasileira siga crescendo."

Lula reclamou que o dinheiro liberado pelo governo para combater os efeitos da crise financeira global está demorando a chegar ao tomador final. "Entre o governo tomar as medidas e o dinheiro chegar na ponta está demorando mais que o esperado", disse ele.

O presidente voltou a dizer que o Brasil é um dos países mais bem preparados para enfrentar a crise, pois diversificou sua pauta de exportações. "A balança (comercial) está pulverizada em vários países do mundo", disse.

Impacto menor 

Em relatório divulgado na sexta-feira, a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) apontou o Brasil como o país menos impactado pela crise. A OCDE sinalizou "forte desaceleração" das economias globais, e em relação ao ciclo de crescimento brasileiro previu apenas um "declínio".

"Eu tenho dito que essa crise é uma grande oportunidade para o Brasil e para o mundo e sairemos dela melhores do que entramos", disse Lula.

O presidente não quis comentar pesquisa Datafolha apresentada na sexta-feira, que mostrou sua aprovação pessoal batendo recorde, mesmo em meio à crise.

Leia também

 

Para saber mais

 

Serviço 

 

Opinião

Leia tudo sobre: juros

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG