Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Lula incentiva parceria econômica entre Brasil e Jordânia

Amã, 18 mar (EFE).- O presidente Luiz Inácio Lula da Silva se mostrou hoje convencido de que Brasil e Jordânia podem conseguir uma associação econômica com a colaboração do setor privado.

EFE |

"Podemos atingir este objetivo expandindo o comércio, a colaboração entre os setores privados de ambos os países e realizando projetos conjuntos nos âmbitos das energias renováveis, indústria, água e agricultura", afirmou Lula diante de 500 empresários jordanianos e brasileiros.

Lula ressaltou que a cooperação econômica entre os dois países pode receber também um impulso "construindo sobre o acordo que a Jordânia assinou com os países do Mercosul em 2008", segundo um comunicado oficial jordaniano.

Além disso, o presidente disse que "há um grande interesse dos empresários brasileiros de expandir o comércio e a cooperação em investimentos com a Jordânia e de lançar projetos conjuntos em energia e tecnologia".

Em particular, Lula expressou a disposição do Brasil em ajudar o reino hachemita a desenvolver uma indústria de biocombustíveis.

"Temos interesse em abrir grandes blocos econômicos na África, Ásia e no mundo árabe, incluindo a Jordânia", assegurou.

No mesmo fórum, também discursou o primeiro-ministro jordaniano, Samir Rifai, segundo o qual Brasil e Jordânia "possuem as qualificações necessárias para conseguir uma associação, incluindo a determinação de conseguir o progresso e a prosperidade para seus dois povos, adotando uma economia de livre mercado".

"A Jordânia louva a associação com o Brasil e está pronta para desenvolver a visão do rei Abdullah II para conseguir a associação dos dois países amigos apesar dos desafios", acrescentou Rifai.

Em seu segundo dia de visita, Lula esteve presente também à assinatura de um acordo entre a Câmara de Indústria da Jordânia e a Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc) para incentivar a cooperação entre as partes, a troca de visitas entre empresários e o estabelecimento de feiras.

Desta forma, Lula concluiu uma visita à Jordânia na qual se reuniu também com o rei Abdullah II e o presidente do Senado local, Taher Masri.

A Jordânia foi a última escala da viagem de Lula pelo Oriente Médio, onde visitou também Israel e Cisjordânia. EFE ajm/bba

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG