Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Lula fala sobre crise com Uribe, que virá ao Brasil

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva conversou hoje, por telefone, com o presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, para discutir a questão da crise econômica e os dois marcaram um encontro no Brasil, possivelmente, no dia 17 de fevereiro. Segundo o porta-voz da presidência, Marcelo Baumbach, na conversa, que durou 15 minutos e foi realizada ao meio-dia, os dois presidentes manifestaram otimismo em relação às medidas que os presidentes estão empenhados em tomar em cada um de seus países para minorar os efeitos da crise sobre suas populações.

Agência Estado |

Na conversa com Uribe, o presidente Lula reiterou, por exemplo, que até o final do mês tomará novas medidas para tentar diminuir o impacto da crise em determinados setores, sem citar que áreas seriam estas. "Os presidentes trocaram impressões da atual crise econômica e coincidiram na necessidade de que os governos atuem com firmeza, no sentido de proteger (da crise) as parcelas mais pobres da população", declarou o porta-voz.

O diplomata falou ainda sobre a visita do presidente Lula à Bolívia e à Venezuela, nesta quinta e sexta-feira, e sobre o anúncio de novos financiamentos para os bolivianos. Depois de participarem da inauguração de dois trechos do corredor rodoviário interoceânico, ambos na Bolívia, Lula e o presidente boliviano Evo Morales atravessarão a fronteira e irão para Ladário, Mato Grosso do Sul, do lado brasileiro, para uma reunião de trabalho quando tratarão de financiamentos à infraestrutura, do comércio e do combate ao narcotráfico.

Ao explicar que será discutido com Morales o financiamento, pelo governo brasileiro, para construção de estrada entre Vila Tunari e San Inácio de Los morros, de 306 quilômetros, o porta-voz informou que este projeto foi identificado como prioritário pelo governo boliviano. O porta-voz negou que este novo financiamento concedido à Bolívia seja mais uma forma de apoio político àquele país que terá um referendo proximamente.

Em relação à viagem que Lula realizará em seguida a Caracas, na Venezuela, o porta-voz disse que um dos objetivos é aumentar o intercâmbio comercial entre os dois países, que já vem crescendo. Em 2008, foi de US$ 4 bilhões, contra US$ 2,5 bilhões em 2007. Este encontro em Caracas faz parte de uma agenda de reuniões trimestrais entre os dois presidentes, com intenção de monitorar temas de interesse dos países, minimizando diferenças e procurando avançar em agenda positiva.

O porta-voz comentou também que a Venezuela é um dos dez principais importadores de produtos brasileiros. Ele informou ainda que, embora entre janeiro e novembro de 2008 as vendas de produtos venezuelanos tenham crescido 64% em relação mesmo período de 2007, é necessário equacionar o déficit comercial que a Venezuela vem acumulando com o Brasil, que era da ordem de US$ 4,100 bilhões em novembro de 2008. Lula e o presidente venezuelano Hugo Chávez examinarão ainda outros projetos de longo prazo entre os dois países.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG