Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Lula e Mantega têm impressões divergentes acerca da crise, diz Garibaldi

O presidente do Senado, Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN), observou nesta quinta-feira que o presidente Lula e o ministro da Fazenda, Guido Mantega, têm impressões divergentes acerca da crise financeira internacional. Segundo ele, quanto Mantega é cauteloso, Lula é otimista, uma vez que só o primeiro menciona a possibilidade do Brasil sofrer uma desaceleração na economia.

Carol Pires, Último Segundo/Santafé Idéias |

"Sentimos que há alguma diferença no sentimento de um e de outro", afirmou Garibaldi. "Mas acreditamos que eles possam estar sincronizados de alguma maneira ao falarem sobre isso."

O comentário sobre o presidente e o ministro surgiu após Garibaldi demonstrar sua preocupação com o anúncio de demissões feito pela Vale.

"O mais grave da crise é quando tem notícia de desemprego", afirmou Garibaldi. "O ministro Mantega disse que [os efeitos da crise] ainda não eram preocupantes, mas que poderia ocorrer um período de férias coletivas", disse o senador.

Ontem, a mineradora Vale anunciou a demissão de 1,3 mil funcionários e concedeu férias coletivas a outros 5,5 mil. Para estes últimos, os períodos de paralisação ocorrerão de forma escalonada a partir de 1º de dezembro e irão durar, no máximo, 30 dias corridos.

Leia também

 

Para saber mais

 

Serviço 

 

Opinião

Leia tudo sobre: crise financeira

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG