#145;moral da tropa #146; - Home - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Lula diz que sua missão é elevar o #145;moral da tropa #146;

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva Lula afirmou que tem por missão elevar o moral da tropa, ao inaugurar a Usina Hidrelétrica de São Salvador, no Rio Tocantins. Lembrou que, nos anos de sindicalismo, nas décadas de 70 e 80, atuava para que os trabalhadores não desanimassem em meio a um cenário de recessão e desemprego.

Agência Estado |

"Me sinto hoje o levantador do moral em função da crise econômica que se abateu desde setembro, que agravou em dezembro e que a gente ainda não tem o resultado definitivo de sua profundidade." No discurso, avaliou que ainda não é possível definir a dimensão e a duração da crise financeira, mas voltou a dizer que o Brasil é o país com melhores condições de sofrer menos os efeitos da crise.

Lula fez um apelo para que todos os setores atuem no combate à crise. "Tudo vai ser melhor se a gente perceber que estamos no mesmo barco. Se a gente permitir que o barco afunde, só vão sobreviver os de sempre, que sobrevivem em qualquer parte do mundo", disse. "As pessoas as vezes são levadas a sentir pânico por causa do terrorismo que surge todos os dias nas nossas conversas."

Ele garantiu que o governo não vai deixar faltar recursos para financiar obras no País. O presidente voltou a fazer um apelo para que os empresários mantenham os projetos. "Façam seus investimentos porque dinheiro nós temos para financiar", afirmou.

Ainda no discurso, o presidente criticou as taxas elevadas dos serviços bancários. "O spread tem de se adequar à nova realidade", avaliou. Lula comparou o momento atual ao período do governo do seu antecessor, Fernando Henrique Cardoso. "Hoje, só o Banco do Brasil tem disponível para crédito a mesma quantia que o Brasil todo tinha em 2002", afirmou. "Não há nenhuma razão para termos medo dessa crise."

O presidente orientou ministros a priorizarem contratos com dois ou três turnos de trabalho para a realização de obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Ele disse que a medida aumentará a oferta de emprego especialmente para a mão de obra com menos qualificação. "Neste começo de ano, que acho que será o período mais delicado, tenho pedido a meus ministros, a governadores e prefeitos, que nos contratos das obras de infraestrutura, priorizem dois ou três turnos", disse.

A uma plateia de 150 pessoas, incluindo funcionários da usina e empresários, ele propôs que as empresas definam turnos de 6 horas às 14 horas e de 14 horas às 22 horas. "O que precisamos é aumentar a oferta de emprego", disse. "Se fizermos isso, vamos ter um patamar diferente." Empolgado com as pesquisas que registram recorde na sua popularidade em plena crise financeira, Lula disse que os cidadãos comuns têm consciência que o problema foi causado por especuladores dos Estados Unidos.

De acordo com a Odebrecht, líder do consórcio que tocou a obra, a usina de São Salvador é a primeira hidrelétrica do PAC a ficar pronta.

Os investimentos, da ordem de R$ 850 milhões, foram contratados pela Tractebel, subsidiária do grupo GDF Suez. A usina tem potência de 243 MW.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG