Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Lula diz que Brasil não depende de exportações aos EUA

Rio de Janeiro - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou, neste sábado, que o país já não depende dos Estados Unidos, seu principal parceiro comercial, que no ano passado importou US$ 25,314 bilhões em produtos brasileiros.

EFE |

 

"Não queremos dizer que estamos tranqüilos. Olhamos com lupa o que ocorre no mundo. Se os EUA entram em crise ou recessão, afeta todo o mundo, do Japão ao Brasil. Mas temos a garantia de não depender das exportações aos EUA.", analisou Lula em um comício eleitoral em São José dos Campos.

O presidente destacou que, no passado, os EUA absorviam 30% das exportações brasileiras, mas essa percentagem foi reduzida à metade.

No ano passado, os EUA foram destino de 15,8% das vendas internacionais do país, que totalizaram US$ 160,65 bilhões.

As exportações brasileiras aos EUA superaram ligeiramente a soma de vendas à Argentina e à China, que são respectivamente o segundo e o terceiro principais parceiros comerciais do país.

Nas últimas semanas, Lula se referiu ao presidente americano, George W. Bush, cada vez que lhe perguntavam sobre os possíveis efeitos da crise financeira internacional no Brasil, para dizer que o Brasil está a salvo das turbulências originadas nos EUA.

Na mesma linha, Lula reiterou hoje que além de não depender comercialmente dos americanos, o Brasil dispõe de reservas internacionais de US$ 207 bilhões, além de ter cancelado sua dívida com o Fundo Monetário Internacional (FMI).

Lula participou de um evento eleitoral na cidade de São José dos Campos, onde iniciou sua carreira política e sindical, por ocasião das eleições municipais de 5 de outubro.

Leia mais sobre: importação

Leia tudo sobre: importações

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG