Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Lula deve vetar reajuste acima de 6,14%, diz Bernardo

O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, disse hoje que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve vetar o reajuste dos benefícios dos aposentados de valor superior a um salário mínimo se o Congresso aprovar um aumento superior a 6,14%. Esse porcentual faz de um acordo do governo com as centrais sindicais antes do envio da Medida Provisória 475 ao Legislativo.

AE |

O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, disse hoje que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve vetar o reajuste dos benefícios dos aposentados de valor superior a um salário mínimo se o Congresso aprovar um aumento superior a 6,14%. Esse porcentual faz de um acordo do governo com as centrais sindicais antes do envio da Medida Provisória 475 ao Legislativo. "Eu não posso falar pelo presidente. Mas eu acho que ele vai vetar", disse Paulo Bernardo, em conversa com jornalistas ao sair nesta tarde do Ministério da Fazenda.<p><p>Segundo Bernardo, o compromisso do governo é com um reajuste de 6,14%. "Nosso compromisso foi feito. Estamos dando reajuste acima da inflação. Não achamos razoável que, simplesmente porque tem eleição aí, todo mundo queira fazer grandes bondades." Questionado sobre o fato de o governo estar negociando com os líderes, nos bastidores, um reajuste maior, o ministro disse: "Não tenho condições de obrigar nenhum líder a fazer o que foi acordado com as centrais. A nossa posição é essa (6,14%)."
Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG