Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Lula destaca independência com pagamento da dívida ao FMI

BRASÍLIA - Ao falar sobre o pagamento da dívida do Brasil com o Fundo Monetário Internacional (FMI), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse ontem que criou as condições para as pessoas pararem de dar palpite na nossa vida.

Valor Online |

No dia em que tomamos a decisão de chamar o FMI e dizer para eles ? peguem os US$ 16 bilhões de vocês que estão depositados na nossa conta e levem embora, porque não queremos mais ? , o FMI não queria, porque era importante para eles nós estarmos dependentes. Um cidadão dependente não anda de cabeça erguida, afirmou o presidente.

Lula disse ainda que se sente orgulhoso de o país ter alcançado o posto de credor externo.

O presidente participou, em Aracaju, do lançamento das obras de saneamento e habitação previstas no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e de revitalização do Rio São Francisco.

Ao lado do governador Marcelo Déda (PT), Lula destacou a eleição de petistas e aliados para governos de estados da região, como Jaques Wagner (PT), na Bahia, e Eduardo Campos (PSB), em Pernambuco. A velha oligarquia do Nordeste foi varrida do Nordeste, disse.

De acordo com informações da Presidência da República, R$ 79 milhões serão investidos nas obras do PAC, que incluem a construção de 1.600 casas na periferia de Aracaju. Para a revitalização do São Francisco, que compreende construção de rede de esgoto em oito municípios, os governos desembolsarão R$ 67,5 milhões.

Hoje, ainda na capital sergipana, Lula se reunirá com governadores nordestinos para discutir o PAC e segurança pública.

(Agência Brasil)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG