Entenda o que está em jogo na reunião do G20 http://ultimosegundo.ig.com.br/economia/2008/11/15/bush_adverte_contra_protecionismo_2115507.html target=_topMerkel diz que plano contra crise terá 50 medidas " /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Lula defende regulamentação de mercados no G-20

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu hoje, na reunião do G-20, a necessidade de restabelecer a representatividade e a legitimidade das instituições financeiras multilaterais. A cúpula foi convocada para tentar encontrar saídas para a crise financeira que se espalhou pelo mundo. http://ultimosegundo.ig.com.br/bbc/2008/11/14/entenda_o_que_esta_em_jogo_na_reuniao_do_g20_2114316.html target=_topEntenda o que está em jogo na reunião do G20 http://ultimosegundo.ig.com.br/economia/2008/11/15/bush_adverte_contra_protecionismo_2115507.html target=_topMerkel diz que plano contra crise terá 50 medidas

Agência Estado |

AFP
Bush recebe Lula na reunião do G20 em Washington

Bush recebe Lula na reunião do G20 em Washington

"Precisamos de mais produção, mais emprego e mais inclusão social", pregou Lula, diante de uma platéia de presidentes na Casa Branca, em Washington, depois de salientar que o Brasil não vai abdicar de crescer e, para isso, manterá os investimentos previstos no PAC.

Lula, que insistiu no discurso da necessidade de regulamentação dos mercados, disse ainda que é essencial a reativação dos setores produtivos, para que se mantenham os empregos e a economia em movimento. O presidente lembrou ainda que a receita brasileira para combater a crise internamente é expandir o mercado interno.

Pouco antes de seguir para reunião na Casa Branca, o presidente explicou a necessidade de o G-20 ter uma "regulação séria" e se transformar em um verdadeiro foro político.

"O G-8 não tem mais razão de ser porque é preciso levar em conta as economias emergentes no mundo globalizado", comentou Lula, acrescentando que, "se todos os presidentes estiverem de acordo com isso, a crise será debelada com mais rapidez".

Leia também:

Leia tudo sobre: g20

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG