RIO - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu que as pessoas deixem as áreas de risco no Rio de Janeiro e afirmou que o governo federal vai disponibilizar a " ajuda material " necessária para a recuperação da cidade. " Toda vez que acontece uma coisa dessas, temos que esperar para que haja um levantamento para ver qual será a ajuda " , disse Lula. " A ajuda material está pronta, à disposição, mas não parece que seja o caso.

RIO - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu que as pessoas deixem as áreas de risco no Rio de Janeiro e afirmou que o governo federal vai disponibilizar a " ajuda material " necessária para a recuperação da cidade. " Toda vez que acontece uma coisa dessas, temos que esperar para que haja um levantamento para ver qual será a ajuda " , disse Lula. " A ajuda material está pronta, à disposição, mas não parece que seja o caso. O Estado do Rio está preparado " , acrescentou a jornalistas na saída do hotel Copacabana Palace, em Copacabana. Lula destacou ainda que a segunda fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) pode direcionar mais recursos para drenagem de água da chuva no Rio e reiterou por diversas vezes que o temporal das últimas 24 horas foi atípico. " Não chove assim todo dia, nem toda hora. Não é por causa de uma catástrofe que a gente vai achar que vai acontecer a toda hora " , frisou, pedindo por diversas vezes que as pessoas evitem permanecer em áreas de risco. " Quem mora em áreas de risco, por favor saia. Vá para casa de parentes. Só tem chance de melhorar a vida se estiver vivo " , ressaltou. Lula participa neste momento de uma apresentação na sede do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) sobre os resultados dos dois primeiros anos da Política de Desenvolvimento Produtivo (PDP), juntamente com o presidente do banco de fomento, Luciano Coutinho, e do ministro das Cidades, Márcio Fortes. (Rafael Rosas | Valor)
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.