Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Lula: com parcerias, BB pode ajudar indústria automotiva

Em entrevista após o almoço, no Itamaraty, com o rei da Jordânia, Abdullah 2º, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva confirmou que o governo dará algum tipo de ajuda ao setor automotivo. Ele explicou que a Medida Provisória 443 permite, por exemplo, que o Banco do Brasil faça parcerias com bancos de investimento que trabalhem com financiamento de automóveis.

Agência Estado |

A medida foi tomada, segundo o presidente, porque a indústria automotiva "tem uma cadeia extraordinária e nós não queremos que ela deixe de ser um dos carros-chefe da economia brasileira".

Questionado se o Banco do Brasil iria investir no setor automotivo, Lula disse que "a decisão que está contida na MP 443 facilita a aquisição de bancos tanto pelo BB quanto pela Caixa Econômica Federal, e obviamente que o BB não tem expertise para fazer financiamentos de automóveis e teria que ter parceria com bancos de investimento" que tenham essa expertise.

Diante do questionamento de qual financeira seria usada, o presidente respondeu: "Não sabemos. Não sou o Banco do Brasil". Lula prosseguiu esclarecendo que as medidas tomadas "foram meditadas, pensadas de forma muito articulada".

Ele aproveitou para comentar o fato de lhe questionarem sobre a demora de algumas medidas surtirem efeito. "Sei que tem gente que, às vezes, me pergunta: 'Mas como o presidente anunciou uma medida ontem e não surtiu efeito?'. Se eu pudesse fazer uma MP e resolver o problema no dia seguinte, certamente estaria contratado para resolver o problema da crise mundial".

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG