BRASÍLIA ¿ O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou nesta quinta-feira os decretos de outorga das concessões das Linhas de Transmissão do Complexo Hidrelétrico do Rio Madeira, Santo Antônio e Jirau, em Rondônia (RO). A cerimônia de assinatura dos contratos foi realizada na Sala de Audiências do Palácio do Planalto, em Brasília.

Segundo informações do Ministério de Minas e Energia (MME), são sete lotes, com extensão aproximada de 2.375 quilômetros (km). A operação comercial das instalações é de 36 a 50 meses a partir da assinatura dos contratos de concessão. Segundo a Empresa de Pesquisa Energética (EPE) a estimativa de investimentos pata todos os lotes é de R$ 7,2 bilhões. O prazo das concessões de transmissão é de 30 anos.

De acordo com o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, as obras se estenderão por cinco estados brasileiros (RO, MT, MG, SP, GO). Estas linhas de transmissão são tão importantes quanto as geradoras. Não basta gerar energia, tem que transmitir para onde são necessárias. Continuaremos avançando. O sistema brasileiro está quase que totalmente interligado. Temos 98% de interligação e temos quase 3 anos para chegar a 100%, ressaltou o ministro.

As concessões dos lotes ofertados na licitação realizada no dia 26 de novembro do ano passado foram arrematadas por uma empresa privada e dois consórcios com participação de empresas estatais.

Além do presidente Lula, participaram do evento o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, e da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, o diretor-geral interino da Aneel, Edvaldo Santana, e os representantes das empresas que adquiriram as concessões no leilão assinarão os contratos.

Leia mais sobre hidrelétricas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.