Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Lula aprova pacote dos EUA contra crise no crédito

Por Isabel Versiani NOVA YORK (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que aprova o pacote de resgate aos mercados financeiros proposto no fim de semana pelo secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Henry Paulson, e voltou a dizer que o Brasil ainda não tem sido pesadamente afetado pela crise global no crédito.

Reuters |

'Eu acho que o governo americano adotou medidas adequadas na sexta-feira passada', disse Lula a jornalistas. Ele está em Nova York para participar da Assembléia-Geral das Nações Unidas nesta semana.

'Se isso tivesse acontecido mais cedo possivelmente a crise não teria alcançado a dimensão que alcançou', completou.

Na sexta-feira, Paulson começou a trabalhar com o Congresso norte-americano para aprovar leis que permitam ao Tesouro dos EUA comprar até 700 bilhões de dólares de ativos 'sem liquidez' de bancos e, assim, liberar recursos para diminuir as turbulências globais relacionadas ao crédito.

Mas a economia brasileira ainda não sofreu grande impacto pela crise global de crédito, afirmou Lula.

'A crise é muito mais séria do se pensava seis meses atrás, mas até agora não chegou perto de nós e as exportações e importações do Brasil são diversificadas', disse Lula.

Este mês, Lula afirmou que o Brasil estava enfrentando a crise global de crédito, que atingiu o mercado de ações, mas ainda não se espalhou pela economia real.

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, vem dizendo que os bancos brasileiros têm alto nível de liquidez e a economia é mais resistente do que nunca à volatilidade externa.

Leia tudo sobre: crise nos eua

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG