Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Lula anuncia na Bolívia hidrelétrica binacional

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva aproveitou a assinatura de um protocolo de empréstimo de US$ 230 milhões à Bolívia, hoje, em Riberalta, a mil quilômetros ao norte de La Paz, para dizer que não abre mão de buscar a integração latino-americana. Além do dinheiro, a ser aplicado na construção de 508 quilômetros de estradas na Amazônia boliviana, Lula anunciou - sem dar detalhes - que a Petrobras vai aumentar seus investimentos na Bolívia e que, no futuro, os dois países vão construir uma hidrelétrica binacional, a Usina de Abuná, no Rio Mamoré, antes do encontro com o Rio Madeira.

Agência Estado |

A viagem de Lula a Riberalta teve um forte apelo político para ajudar o presidente Evo Morales, que em 10 de agosto vai enfrentar um plebiscito para ver se continua à frente do governo ou se convoca novas eleições. A cidade fica no Departamento (Estado) de Beni que, em referendo no dia primeiro de junho, deu 82% de votos a favor da autonomia da região em relação ao governo central. Com Beni, já são quatro os Departamentos que votaram pela autonomia - Santa Cruz, Pando e Tajira, justamente os mais ricos, com grande potencial petrolífero, de gás, madeira e minérios.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG