Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Lula admite retração da economia após queda recorde da indústria

RIO DE JANEIRO - Ao comentar a queda recorde da produção industrial em dezembro, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva admitiu nesta terça-feira que a economia brasileira deve passar por um período de retração. Eu acho que a pesquisa industrial em dezembro, mais do que em outros meses, sempre cai mais. Eu trabalho com a hipótese de que nós poderemos ter uma retração na economia brasileira, mas não acredito que o Brasil sofra o mal que estão sofrendo os países desenvolvidos, disse o presidente a jornalistas.

Redação com Reuters |

 

Lula também previu dificuldades neste primeiro trimestre do ano. "Nos meses de janeiro, fevereiro e março a gente pode ter alguns problemas, mas estou convencido de que, se tem algum país no mundo preparado para a economia se recuperar mais rapidamente, este país é o Brasil", acrescentou em cerimônia de anúncio de recursos na favela Dona Marta, no Rio de Janeiro.

Segundo o presidente, o País sobre os efeitos da retração do mercado de crédito, mas que essa falta de dinheiro já está sendo resolvida. Ele lembrou dos cerca de R$ 100 bilhões repassados ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que sairão do caixa do Tesouro Nacional. "O dinheiro repassado ao BNDES vai manter a economia brasileira em atividade.  Eu acredito que vamos recuperar parte do prejuízo que tivemos em dezembro", avaliou Lula.

Leia também:

 

Leia tudo sobre: lulaprodução industrial

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG