Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Lugo aproveita Fórum Social para pedir revisão no tratado de Itaipu

Belém (Brasil), 29 jan (EFE).- O presidente do Paraguai, Fernando Lugo, aproveitou hoje uma conferência do Fórum Social Mundial para pedir às autoridades brasileiras uma revisão no tratado da hidrelétrica binacional de Itaipu e um preço justo pela energia que vende ao Brasil.

EFE |

"Achamos que um companheiro e um amigo como Lula não pode nos decepcionar. Lula não pode nos dizer não a um preço justo e também à livre disponibilidade dessa energia", afirmou Lugo em um ato no qual também estiveram presentes seus colegas da Venezuela, Hugo Chávez; da Bolívia, Evo Morales, e do Equador, Rafael Correa.

Em referência ao tratado de constituição da hidrelétrica de Itaipu, assinado em 1973, o chefe de Estado paraguaio disse que este é "leonino" e que foi assinado "em tempos de ditaduras".

"Dissemos isso quando assumimos o poder: o Paraguai deve recuperar sua dignidade e voltar a falar de igual para igual com todos", acrescentou Lugo, que participava de um evento do Fórum Social Mundial, cuja atual edição acontece na cidade brasileira de Belém.

O Paraguai cobra do Brasil um revisão no tratado que determina a cada um dos sócios da Itaipu vender ao outro a energia que não utiliza ao custo de US$ 45 por quilowatt, até 2023.

Atualmente, o Paraguai satisfaz suas necessidades energéticas com 5% da energia gerada pela hidrelétrica, e vende seu excedente ao Brasil por US$ 1,5 bilhão ao ano. EFE ed/sc

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG