SÃO PAULO - A companhia aérea Lufthansa registrou lucro líquido de 551 milhões de euros nos nove primeiros meses deste ano, contra ganho líquido de 1,57 bilhão de euros no mesmo intervalo de 2007. Segundo a companhia, porém, o resultado do ano passado foi inflado por ganhos de 503 milhões de euros com a venda de suas ações na operadora de turismo Thomas Cook e por ganhos de 82 milhões de euros pela venda de participação na WAM Akquisition.

Segundo a companhia, seu lucro operacional foi de 984 milhões de euros entre janeiro e setembro, 9,3% menos que o registrado em igual período do ano passado. O faturamento da Lufthansa, por sua vez, teve alta de 13,6% no acumulado do ano, chegando a 18,59 bilhões de euros.

"Esse é um resultado respeitável considerando as dificuldades que têm sido sentidas em reflexo à contínua crise nos mercados financeiros e à situação econômica em geral", afirmou o presidente do conselho e executivo-chefe da empresa, Wolfgang Mayrhuber. "Possuímos a flexibilidade e a adaptabilidade operacional necessárias, e continuaremos capazes de conduzir nossa companhia de acordo com a demanda do mercado", acrescentou.

A empresa, disse o executivo, tem trabalhado para elevar a eficiência de sua frota e economizar em combustíveis para obter reduções de custo.

Entre janeiro e setembro, as despesas operacionais da Lufthansa cresceram 15,8% em relação ao mesmo intervalo de 2007, chegando a 18,9 bilhões de euros. Segundo a empresa, o preço do petróleo foi o principal responsável por essa alta, o que resultou em um aumento de 48,9% nos gastos com combustíveis, para 4,1 bilhões de euros.

(José Sergio Osse | Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.