A companbia aérea alemã Lufthansa prevê anular nesta quinta-feira 128 vôos, no quarto dia de greve por tempo indeterminado de seu pessoal de terra e cabine, que reivindica aumentos de salários.

Mais de 100 vôos afetados são domésticos e os demais têm como destino aeroportos europeus ou são vôos de longa distância, informou à AFP uma porta-voz da companhia.

A Lufthansa adotará a partir de segunda-feira um plano de vôos excepcional que deve assegurar 90% das conexões com a Europa, acrescentou a porta-voz.

A greve foi convocada pelo sindicato Verdi, majoritário entre o pessoal de terra, mas pouco representativo entre as tripulações, que pede para 50.000 trabalhadores afetados um aumento de 9,8% do salário em um ano, com o argumento de que a companhia goza de boa saúde financeira.

A direção da empresa só ofereceu aumento de 6,7% em um prazo de 21 meses.

Assim como as demais companhias aéreas mundiais, a Lufthansa vem enfrentando conjuntura difícil pela alta dos preços dos combustíveis e garantiu que não pode melhorar a oferta apresentada.

laf/lm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.