SÃO PAULO - A Microsoft encerrou o trimestre com lucro líquido de US$ 4,3 bilhões (US$ 0,46 por ação), um salto de 42% perante os US$ 3 bilhões (US$ 0,31 por ação) do mesmo intervalo do ano passado. Mesmo assim, as ações da companhia perdem 6% no pregão after hours da bolsa de Nova York, pois os analistas de Wall Street esperavam ganho de US$ 0,47 por ação.

A receita total da gigante de software cresceu 18%, para US$ 15,8 bilhões. O faturamento da unidade de clientes, que inclui o sistema operacional Windows, aumentou de US$ 3,8 bilhões para US$ 4,4 bilhões. Na divisão corporativa, onde se encaixa o pacote de software Office, a receita subiu de US$ 4,6 bilhões para US$ 5,2 bilhões
As previsões da companhia para o trimestre corrente - o primeiro de seu ano fiscal - e para o fechado de 12 meses também foram mais tímidas do que os analistas esperavam. Para o trimestre, a Microsoft projeta lucro por ação entre US$ 0,47 e US$ 0,48, com receita entre US$ 14,7 bilhões e US$ 14,9 bilhões. Em todo o ano fiscal, a estimativa é de receitas entre US$ 67,3 bilhões e US$ 68,1 bilhões, com lucro por ação na faixa de US$ 2,12 a US$ 2,18.

(Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.