Frankfurt (Alemanha), 6 ago (EFE).- O lucro líquido do consórcio alemão de bens de consumo Henkel caiu 0,9% no primeiro semestre do ano com relação ao mesmo período de 2007, para 445 milhões de euros (US$ 689 milhões).

Segundo informou hoje a própria empresa, o recuo se deve aos elevados custos de reestruturação e de integração de atividades de colas e eletrônica no segundo trimestre.

As despesas com reestruturação chegaram a 256 milhões de euros (US$ 396 milhões) e representam um terço das previstas para o total do ano.

A Henkel pretende reduzir três mil empregos para fazer frente à concorrência e aos encarecimentos de matérias-primas.

O faturamento avançou, no entanto, 4,6% de janeiro a junho, para 6,830 bilhões de euros (US$ 10,586 bilhões).

O presidente da Henkel, Kasper Rorsted, se mostrou satisfeito com os números divulgados, em "um ambiente econômico difícil caracterizado pelo aumento dos preços das matérias-primas e o enfraquecimento do dólar".

Na Bolsa de Frankfurt, as ações da Henkel subiam hoje 3,1%, após a publicação do balanço semestral da empresa, para 27,01 euros. EFE aia/fr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.