Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Lucro líquido da Virgin Atlantic aumenta no primeiro trimestre do ano fiscal

Londres, 26 ago (EFE).- A companhia aérea Virgin Atlantic obteve no primeiro trimestre do ano fiscal, que terminou em 31 de maio, um lucro antes de impostos de 23,5 milhões de libras (29,5 milhões de euros), em comparação aos prejuízos de 1,2 milhão de libras no mesmo período de 2007.

EFE |

A receita total subiu para 645,3 milhões de libras (811 milhões de euros), 16% a mais que em 2007, após atrair passageiros da British Airways, anunciou em comunicado a companhia.

A ocupação média dos vôos da Virgin Atlantic subiu nos três primeiros meses para 77%, cem comparação aos 74,8% de 2007.

A companhia disse que foi beneficiada pelos problemas que a British Airways sofreu durante os primeiros dias de operação do Terminal 5 de Heathrow (inaugurado em 27 de março), durante os quais foram registrados vários atrasos e cancelamentos de vôos e perdas de bagagens.

No entanto, a British Airways respondeu em comunicado posterior que "não admite" a justificativa da Virigin Atlantic de que ganhou passageiros em Heathrow por um possível descontentamento destes, e assegurou que o número de viajantes diários do Terminal 5 subiu para 65 mil, em comparação aos 40 mil de abril.

A Virgin Atlantic afirmou que no primeiro trimestre continuou com "os bons resultados" do ano 2007-2008, finalizado em 29 de fevereiro.

A companhia aérea anunciou hoje que no ano passado registrou um lucro líquido de 47,7 milhões de libras (59,9 milhões de euros), em comparação aos 6,6 milhões de libras (8,3 milhões de euros) obtidos no ano anterior, após aumentar o número de passageiros em 7,6%, atingindo 5,7 milhões.

O executivo-chefe da companhia, Steve Ridgway, disse que apesar de a previsão para o setor continuar complicada por causa do aumento do preço do petróleo, a Virgin Atlantic está "bem posicionada para ter êxito nos próximos meses".

Já Richard Branson, presidente da companhia aérea, voltou a criticar a aliança anunciada entre British Airways, American Airlines e Iberia, operação que classificou de "monopólio". EFE pdj/fh/fal

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG