SÃO PAULO - A mineradora anglo-australiana Rio Tinto fechou 2008 com lucro líquido de US$ 3,676 bilhões, ou quase 50% menor em relação aos US$ 7,312 bilhões somados nos 12 meses antecedentes. Descontando itens extraordinários, a empresa registrou lucro de US$ 10,303 bilhões, melhor do que os US$ 7,443 bilhões de 2007.

"Embora as condições da economia global e da demanda para nossos produtos se deterioraram rapidamente no quarto trimestre de 2008, o grupo registrou lucro de US$ 10,3 bilhões no ano, um crescimento de 38% em relação ao exercício anterior", destacou o presidente da Rio Tinto, Paul Skinner.

À luz da parceria com a chinesa Chinalco, que irá investir R$ 19,5 bilhões na Rio Tinto, a mineradora anglo-australiana deve rever algumas iniciativas anunciadas no fim do ano passado como parte do compromisso de reduzir o endividamento líquido em US$ 10 bilhões em 2009. Naquela ocasião, a empresa comunicou uma redução no gasto com bens de capital, de US$ 9 bilhões para US$ 4 bilhões, e corte de 14 mil pessoas no mundo. Também suspendeu ou encerrou uma série de programas.

"A parceria estratégia com a Chinalco anunciada hoje provê flexibilidade adicional na orientação do compromisso do grupo de reduzir a dívida líquida em US$ 10 bilhões até o fim de 2009", observou em nota a Rio Tinto.

(Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.