Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Lucro líquido da Panasonic cai 15,7% no segundo trimestre fiscal

SÃO PAULO - O lucro líquido da japonesa Panasonic caiu 15,7% no segundo trimestre fiscal, encerrado em setembro, para 55,46 bilhões de ienes (US$ 592 milhões). O resultado foi influenciado pela queda nas vendas de aparelhos eletrônicos portáteis, pela desvalorização do dólar frente o iene no período e pelo aumento no custo das matérias primas.

Valor Online |

O faturamento da empresa teve retração de 4,1% entre os segundos trimestres fiscais de 2007 e 2008, atingindo a marca de 2,19 trilhões de ienes.

Ainda assim, a empresa anunciou que irá manter suas previsões para o fechado do ano fiscal, que se encerra em março de 2009. Essa decisão não significa, diz a Panasonic, que ela não esteja preocupada com os possíveis efeitos da crise financeira nos EUA sobre o câmbio, os valores de suas ações e o consumo mundial.

A empresa, porém, se beneficiou do fato de ter menor parcela de seu faturamento vindo de exportações. Isso serviu para amortecer os efeitos do câmbio e da desaceleração econômica em seu resultado, ao contrário de outras grandes concorrentes, como a Sony, que dependem muito das exportações.

Além disso, a Panasonic acumulou bom desempenho de vendas de TVs de tela plana e gravadores de DVDs. Isso, porém, não foi suficiente para balancear a perda de receita causada pela competição de preços com outras concorrentes e pelos aumentos nos custos operacionais.

Para o ano, a Panasonic projeta lucro líquido de 310 bilhões de ienes e um faturamento de 9,2 trilhões de ienes.

(José Sergio Osse | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG