Nova York, 15 jul (EFE).- A Johnson & Johnson registrou lucro de US$ 6,925 bilhões no primeiro semestre deste ano, 22,5% a mais do que no mesmo período de 2007, quando auferiu ganhos de US$ 5,654 bilhões.

O lucro líquido por ação no primeiro semestre foi de US$ 2,43, aumento de 25,9% em relação ao lucro líquido de US$ 1,93 por título entre janeiro e junho do ano passado.

Em comunicado, a empresa disse que suas vendas aumentaram 8,2%, ao passarem de US$ 30,168 bilhões no primeiro semestre de 2007 para US$ 32,644 bilhões no mesmo período de 2008.

Quanto aos resultados do segundo trimestre, a Johnson & Johnson registrou lucro líquido de US$ 3,327 bilhões (US$ 1,17 por ação), 8% a mais do que entre abril e junho de 2007, quando auferiu ganhos de US$ 3,081 bilhões (US$ 1,05 por título).

Excluindo cargas extraordinárias, o lucro líquido da Johnson & Johnson no segundo trimestre foi de US$ 3,367 bilhões (US$ 1,18 por ação), 9,3% a mais do que na mesma época de 2007.

Os resultados da Johnson & Johnson ficaram dentro das expectativas de Wall Street, já que os analistas tinham calculado lucro líquido de US$ 1,18 por ação no segundo trimestre.

A companhia destacou que suas vendas no segundo trimestre aumentaram 8,7%, até alcançarem a cifra recorde de US$ 16,45 bilhões, frente aos US$ 15,131 bilhões entre abril e junho do ano passado.

A Johnson & Johnson, que fabrica produtos para a família e higiene pessoal, entre outros, acrescentou que suas vendas nos Estados Unidos cresceram 2,1% no segundo trimestre, para US$ 8,21 bilhões, enquanto as vendas no exterior expandiram 16,2%, até alcançarem US$ 8,24 bilhões.

Por setores, as vendas de produtos para o consumidor no mundo todo subiram 13,2%, as de produtos farmacêuticos tiveram alta de 3,1%, e as de equipamentos médicos e para diagnósticos cresceram 12,1%, segundo a companhia.

A multinacional americana aumentou suas perspectivas de lucro para o ano fiscal 2008 e o situou entre US$ 4,45 e US$ 4,50 por ação, frente aos US$ 4,40 e US$ 4,45 por título previstos inicialmente. EFE bj/wr/fal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.