Nova York, 28 jan (EFE).- A fabricante de aeronaves Boeing informou hoje que registrou um lucro líquido de US$ 2,702 bilhões em 2008, 34% a menos que em 2007, e teve perdas de US$ 56 milhões no quarto trimestre.

A empresa também anunciou que prevê cortar dez mil empregos este ano, o que aumenta as estimativas de 4.500 demissões inicialmente divulgadas em sua unidade de aviação comercial.

O presidente e executivo-chefe da Boeing, Jim McNerney, afirmou na reunião com analistas que "a economia global segue se debilitando e afetando de forma negativa o crescimento do tráfego aéreo e o financiamento".

No ano anterior, a Boeing tinha obtido um lucro líquido de US$ 4,074 bilhões. Em todo o período, o ganho por ação foi de US$ 3,71, frente aos US$ 5,28 de 2007.

O faturamento total chegou a US$ 60,925 bilhões, o que representa uma queda de 8% em relação ao ano anterior.

No quarto trimestre de 2008, a empresa registrou perda líquida de US$ 56 milhões (US$ 0,08 por ação), comparado com um ganho de US$ 1,033 bilhão (US$ 1,36 por papel) no mesmo período do ano anterior.

Os resultados incluem o efeito negativo da greve de oito semanas dos mecânicos de sua divisão de aviões comerciais e que terminou no início de novembro, além de outros gastos extraordinários.

O faturamento no trimestre alcançou US$ 12,68 bilhões, uma queda de 27% em relação ao ano anterior e um número inferior ao previsto pelos especialistas.

Para 2009, a companhia prevê que o ganho por ação será de entre US$ 5,05 e US$ 5,35, frente a um lucro de entre US$ 6,80 e US$ 7 calculado anteriormente e aos US$ 5,76 estimados pelos analistas de Wall Street.

Além disso, considera que o faturamento anual seja de entre US$ 68 bilhões e US$ 69 bilhões. EFE vm/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.