T cresce 5,5%, para US$ 3,23 bilhões - Home - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Lucro líquido da AT T cresce 5,5%, para US$ 3,23 bilhões

SÃO PAULO - A operadora de telefonia norte-americana AT & T anunciou um aumento de 5,5% em seu lucro líquido no terceiro trimestre, para US$ 3,23 bilhões (US$ 0,55 por ação). O resultado foi impulsionado pelo bom desempenho de vendas de celulares iPhone, fabricados pela Apple, do qual a operadora tem exclusividade de vendas nos EUA.

Valor Online |

O faturamento da companhia teve alta de 4% entre julho e setembro, atingindo a marca de US$ 31,3 bilhões.

Excluindo gastos de US$ 1,1 bilhão relacionados à integração de empresas adquiridas pela operadora, seu lucro líquido atingiu a marca de US$ 0,67 por ação no período. Esse valor, porém, não foi maior por conta de gastos de US$ 900 milhões com subsídios concedidos na venda dos 2,4 milhões de iPhones que comercializou no período e por despesas com danos causados por furacões.

Segundo a operadora, os subsídios do iPhone cobrem cerca de US$ 375 por unidade do aparelho, sendo que o preço final nos EUA fica entre US$ 199 e US$ 299, dependendo do modelo. Ainda assim, a companhia considera esse subsídio como um investimento, alegando que os usuários desse telefone são consumidores vorazes de planos de dados e pagam, em média, 60% mais em serviço do que outros clientes.

No total, entre julho e setembro, a AT & T registrou uma adição líquida de 2 milhões de novos usuários de telefonia celular à sua base de clientes, encerrando o período com 74,9 milhões de assinantes. Entre os novos usuários do iPhone, cerca de 40% migraram de outras operadoras.

Na operação de telefonia fixa, porém, a operadora perdeu 10,6% de seus clientes na comparação com o mesmo trimestre do ano passado. O resultado é reflexo da tendência dos consumidores dos EUA de abandonarem planos de telefonia fixa tradicional em benefício de planos móveis ou oferecidos por operadoras de TV a cabo. O faturamento dessa divisão da empresa recuou 8,1% no terceiro trimestre, para US$ 9,5 bilhões.

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG