Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Lucro líquido da AmBev cai 10,4% no trimestre, para R$ 402,1 milhões

SÃO PAULO - O segundo trimestre de 2008 significou para a AmBev um lucro líquido consolidado 10,4% menor, de R$ 402,1 milhões, ante os R$ 448,7 milhões somados nos mesmos três meses do ano passado. Tiveram impacto no resultado a elevação das despesas com contingências, as perdas de capital decorrentes do aumento de participação em subsidiárias e as maiores despesas com imposto de renda e contribuição social, parcialmente compensados pelo aumento do lucro operacional.

Valor Online |

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, em inglês) aumentou 7,4%, indo de R$ 1,842 bilhão para R$ 1,978 bilhão. A margem Ebitda subiu 1 ponto, para 41,7%. A empresa do setor de bebidas apresentou ainda crescimento de 4,7% na receita líquida nos três meses encerrados em junho na comparação com um ano atrás, para R$ 4,739 bilhões.

A AmBev notou que o mercado de bebidas no Brasil no segundo trimestre de 2008 se recuperou dos fracos volumes do primeiro trimestre apesar de os alimentos continuarem a crescer mais de duas vezes o nível do índice de preços ao consumidor, pressionando assim o consumidor.

Sobre a AmBev Brasil, o Ebitda foi de R$ 1,325 bilhão ante o R$ 1,219 bilhão somado entre abril e junho do ano passado. A receita líquida somou R$ 2,958 bilhões, passando os R$ 2,742 bilhões de trimestre igual de 2007.

As operações de cerveja no Brasil registraram Ebitda de R$ 1,114 bilhão no segundo trimestre, melhor do que o R$ 1,039 bilhão verificado em intervalo equivalente do exercício anterior. O volume de cerveja no país teve crescimento orgânico de 3,8% no trimestre. A participação média de mercado nos três meses findos em junho, segundo a AmBev, alcançou 67,3%, igual ao mesmo período do ano antecedente.

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG