SÃO PAULO - Beneficiado pela parceira com a Microsoft e pela venda da Zimbra, o lucro líquido do Yahoo! alcançou US$ 310 milhões, US$ 0,22 por ação no primeiro trimestre. No mesmo intervalo do ano passado, os ganhos da companhia tinham ficado em US$ 118 milhões, ou US$ 0,08 por ação.

SÃO PAULO - Beneficiado pela parceira com a Microsoft e pela venda da Zimbra, o lucro líquido do Yahoo! alcançou US$ 310 milhões, US$ 0,22 por ação no primeiro trimestre. No mesmo intervalo do ano passado, os ganhos da companhia tinham ficado em US$ 118 milhões, ou US$ 0,08 por ação. O lucro proveniente das operações alcançou US$ 188 milhões, ante os US$ 101 milhões do primeiro trimestre de 2009. A receita, por sua vez, totalizou US$ 1,597 bilhão, o que representa crescimento de 1% em bases anuais de comparação. "Graças aos nossos esforços, nossa área de pesquisas se estabilizou, e nós aumentamos a (venda de espaço para) publicidade em 20% ao longo do ano", afirmou o executivo chefe do Yahoo! Carol Bartz. No início do ano, a Microsoft e o Yahoo! receberam autorização dos EUA e da União Europeia para formar uma aliança pela qual o Bing, da Microsoft, passou a ser o serviço de buscas nos sites do Yahoo!. Deste modo, o Yahoo! conseguiu se focar mais nas suas propriedades de notícias e em publicidade. As operações ganharam também com a decisão da companhia de vender seu software de e-mail e colaboração Zimbra para o VMware, por um preço não revelado. Logo depois o Yahoo! vendeu também seu site de emprego HotJobs para o Monster Worldwide, por US$ 225 milhões. Para o segundo trimestre, a companhia continua prevendo avanço nos resultados, cujas estimativas apontam para um intervalo de US$ 1,6 bilhão a US$ 1,68 bilhão em receitas. O lucro operacional deve ficar entre US$ 155 milhões e US$ 195 milhões, segundo apontou hoje a companhia. (Vanessa Dezem | Valor)
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.