Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Lucro do Santander tem leve queda no 2º trimestre

O espanhol Santander, maior banco da zona do euro (15 países europeus que compartilham a moeda) em capitalização de mercado e quarto maior banco em atividade no Brasil, anunciou queda de 5% no lucro líquido do segundo trimestre deste ano, para 2,52 bilhões de euros (US$ 3,96 bilhões), ante 2,66 bilhões de euros obtidos no mesmo período do ano passado. O banco atribuiu o resultado a menores ganhos de capital e a provisões para cobrir empréstimos inadimplentes.

Agência Estado |

O lucro obtido entre abril e junho deste ano ficou acima das estimativas dos analistas, de 2,41 bilhões de euros.

O desempenho do Santander é melhor do que o de outros bancos europeus graças a um forte balanço e à exposição a mercados em crescimento, como Brasil e Chile. Na América Latina, o lucro líquido do Santander subiu 20% em dólares. Em euros, o lucro líquido do primeiro semestre na região subiu 4%, para 1,42 bilhões de euros (US$ 2,23 bilhões).

Segundo o Santander, os resultados operacionais no trimestre tiveram suporte em um aumento de 14% no lucro líquido com juros, para 4,46 bilhões de euros (US$ 7,01 bilhões), também acima das expectativas do mercado, que eram de 4,28 bilhões de euros. O crescimento do volume de empréstimos na América Latina no período contribuiu para esse aumento.

No primeiro semestre, o lucro líquido do banco espanhol subiu 6,1%, para 4,73 bilhões de euros (US$ 7,44 bilhões), de 4,46 bilhões de euros registrados no mesmo período do ano passado. O resultado foi impulsionado por uma contribuição de 4,77 milhões de euros da participação recentemente comprada no ABN Amro. No fim deste ano, o Santander vai dar início à integração da unidade brasileira do ABN, o Banco Real.

Logo após o anúncio do balanço trimestral, o presidente-executivo do Santander, Alfredo Saenz, afirmou que o banco espanhol está concentrado na integração dos ativos recentemente comprados, como o Banco Real e várias unidades de financiamento de consumo. "Nossa maior prioridade é integrar o Real", disse Saenz.

Além do Banco Real, que foi incorporado como parte da compra do banco holandês ABN Amro, o Santander fez recentemente uma oferta pela financiadora britânica Alliance & Leicester. A oferta foi apoiada pelo conselho da Alliance. As informações são da Dow Jones.

Leia mais sobre lucros

Leia tudo sobre: lucrosantander

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG