O banco norte-americano JPMorgan Chase anunciou hoje lucro líquido de US$ 3,6 bilhões no terceiro trimestre, superando o desempenho do mesmo período do ano passado, quando o lucro obtido foi de US$ 527 milhões. O lucro por ação foi de US$ 0,82, acima de US$ 0,09 no mesmo período de 2008 e dos US$ 0,52 previsto pelos analistas.

A instituição, que adquiriu em 2008 o Bear Sterns e as operações bancárias do Washington Mutual, teve boa parte do lucro gerada pelas atividades de banco de investimento, que minimizaram o impacto de um aumento nos custos com crédito no período.

As receitas de todo o grupo cresceram 81% no terceiro trimestre, para US$ 26,62 bilhões. As receitas com as operações de banco de investimento subiram 85%, para US$ 7,5 bilhões no terceiro trimestre, enquanto o lucro da divisão dobrou para US$ 1,9 bilhão. O lucro de 2008 inclui mais de US$ 4 bilhões em baixas contábeis e perdas com a aquisição do Washington Mutual.

O presidente e diretor executivo do grupo, Jamie Dimon, creditou o resultado ao "forte potencial de lucro da companhia", crescimento generalizado nas divisões de administração de ativos e banco de investimento, banco comercial e banco de varejo. "Entretanto, os custos com crédito permanecem elevados e devem permanecer elevados por um período futuro previsível nas carteiras de empréstimos ao consumidor e de cartões de serviços", observou Dimon. Para cobrir tais despesas, "o banco acrescentou US$ 2 bilhões às reservas para crédito ao consumidor, elevando o total de toda a empresa para US$ 31,5 bilhões ou 5,3% do total dos empréstimos". As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.