SÃO PAULO - O Goldman Sachs, que enfrenta uma acusação de fraude da Securities and Exchange Commission (SEC, comissão de valores mobiliários dos EUA), obteve lucro líquido de US$ 3,46 bilhões e receita líquida de US$ 12,78 bilhões no primeiro trimestre deste ano. Em mesmo período de 2009, essas cifras corresponderam a US$ 9,425 bilhões e a US$ 1,814 bilhão, respectivamente.

SÃO PAULO - O Goldman Sachs, que enfrenta uma acusação de fraude da Securities and Exchange Commission (SEC, comissão de valores mobiliários dos EUA), obteve lucro líquido de US$ 3,46 bilhões e receita líquida de US$ 12,78 bilhões no primeiro trimestre deste ano. Em mesmo período de 2009, essas cifras corresponderam a US$ 9,425 bilhões e a US$ 1,814 bilhão, respectivamente. O lucro atribuível aos detentores de ações ordinárias foi de US$ 3,296 bilhões no trimestre terminado em março, contra ganho de US$ 1,659 bilhão de mesmo período do calendário anterior. "Nosso desempenho no trimestre reflete mais sinais de crescimento na economia", avaliou o executivo-chefe do banco, Lloyd C. Blankfein. Sem fazer menção direta ao escândalo do Goldman Sachs, o também presidente do conselho do banco disse que a instituição agradece o apoio de clientes e acionistas e a dedicação de sua equipe. (Juliana Cardoso | Valor)
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.